≡ Altiplano Andino

Aventura

Fotografia

Cultura

Serviços

O Que?

Imagens

Mapas

Contato

Sobre & Info

Eng

Esp

Por

Fotografia

Foto Oeste I

6 dias/5 noites

De Salta: Quebrada del Toro, Santa Rosa de Tastil, San Antonio de los Cobres (3.700 metros de altitude), viaduto La Polvorilla (Tren a las Nubes), Salar de Pocitos, Deserto do Labirinto, Tolar Grande, Salar de Arizaro, Cone de Arita, Antofalla, Antofagasta de la Sierra, El Peñón, Laguna de Carachipampa, campo de pedra pome, Laguna Brava, Laguna Blanca, Hualfin, Cafayate, vinícolas, vale Calchaquí, "Ruta 40", Cachi, Reta de Tin Tin, Parque Nacional Los Cardones, Cuesta del Obispo, Salta.

Legenda do mapa

Balão Verde:

Início da viagem

Balão Vermelho:

Pernoite

Balão Amarelo:

Parada

Foto Oeste I Map

Opcional: Bem-vindo [-]

Salta

Incluído: Pernoite em Hotel Salta

Após o nosso transfer do aeroporto para o hotel, haverá um "briefing", no qual discutiremos os aspectos mais importantes da nossa viagem. No restante do dia faremos um "city tour": visitaremos o morro San Bernardo, o monumento a Güemes, e caminharemos pelo centro da cidade (Plaza 9 de Julio). Na manhã seguinte, após o café da manhã, tem inicio nossa viagem de aventura.

O 'Cabildo', construção colonial, na Plaza 9 de Julio, SaltaIgreja em Salta, província de Salta, Argentina

Dia 1:

Salta -> San Antonio de los Cobres, Tolar Grande

Distância percorrida: 400 km em 8 horas

Incluído: Jantar, Pernoite em Alojamiento Afapuna

Subiremos a Cordilheira dos Andes pela linda Quebrada del Toro, chegando ao "pueblo" de Santa Rosa de Tastil, a 3.100 metros de altitude. Alí se encontram ruinas pré-incas, sendo possível caminhar pelo extinto povoado. Continuaremos subindo o Altiplano, chegando a 4.080 metros. Desceremos para 3.700 metros, chegando na cidade altiplânica de San Antonio de los Cobres, aonde almoçaremos. Visitaremos o famoso viaduto ferroviário La Polvorilla (Tren a las Nubes, 4.600 metros). Seguiremos para Tolar Grande (3.520 metros) passando pelo Salar de Pocitos e o surpreendente Deserto do Labirinto.

Ferrovia descendo o vale 'Quebrada del Toro', província de SaltaO vale "Quebrada del Toro", província de Salta, ArgentinaAs ruinas pré-hispânicas de Santa Rosa de Tastil, SaltaAs ruinas pré-hispânicas de Santa Rosa de Tastil, SaltaPlaca, Argentina, no Altiplano andinoA cidade altiplânica de San Antonio de los Cobres, SaltaO viaduto ferroviário 'La Polvorilla' (Tren a las Nubes), SaltaViaduto ferroviário La Polvorilla (Tren A Las Nubes), SaltaO deserto do Labirinto, próximo de Tolar GrandeViajantes no deserto do Labirinto, próximo de Tolar GrandeO "pueblo" altiplânico de Tolar Grande, Salta, Argentina

Dia 2:

Tolar Grande

Distância percorrida: 200 km em 8 horas

Incluído: Café da manhã,Almoço,Jantar, Pernoite em Alojamiento Afapuna

De manhã bem cedo voltaremos para o Deserto do Labirinto para fotografar as formas sensuais e coloridas de suas rochas. Em seguida, iremos para o Salar de Tolar Grande fotografar os afloramentos ("olhos") de água, entre outros. Seguiremos para o Salar de Arizaro, o terceiro maior do mundo, para fotografar a paisagem altiplânica e detalhes dos cristais de sal e outro minerais (macro). Nos arredores de Tolar Grande há um paleo-salar com rochas aflorando nas formas mais incríveis, além de uma caverna de sal, o que representa um desafio fotográfico (flash, "light painting"). À noite voltaremos para o Salar de Arizaro, para realizar longas exposições (tripé), sob um dos céus mais estrelados do mundo.

O deserto do Labirinto, próximo de Tolar Grande, no AltiplanoO deserto do Labirinto, próximo de Tolar Grande, no Altiplano'Olho' d'água no salar de Tolar Grande, no Altiplano de Salta'Olho' d'água no salar de Tolar Grande, no Altiplano de Salta'Olho' d'água no salar de Tolar Grande, no Altiplano de SaltaMorros (um paleo-salar) nos arredores de Tolar GrandeMorros (um paleo-salar) nos arredores de Tolar GrandeUma caverna de sal, em um paleo-salar, próximo de Tolar GrandeUma caverna de sal, em um paleo-salar, próximo de Tolar GrandeUm estalactite de sal, dentro de uma caverna de salPôr-do-sol nos morros (um paleo-salar) arredores de Tolar GrandePôr-do-sol nos morros (um paleo-salar) em Tolar GrandePôr-do-sol nos morros (um paleo-salar) em Tolar Grande

Dia 3:

Tolar Grande -> Antofagasta de la Sierra

Distância percorrida: 300 km em 8 horas

Incluído: Café da manhã,Almoço,Jantar, Pernoite em Hosteria Antofagasta de la Sierra

Sairemos antes do nascer do sol, cruzando o Salar de Arizaro, em direção ao "pueblo" de Antofalla. Inserido na parte sul do Salar, fotografaremos o espetacular Cone de Arita, quase perfeito, extremamente fotogênico. Sairemos do Salar, subindo e rodeando um vulcão, com o rumo de Antofalla, no Salar de mesmo nome. Além de fotografar o Salar e o Cone à distância, poderemos ver camelídeos selvagens (vicunhas, guanacos), raposas, côndores, lebres, em meio à paisagem altiplânica (teleobjetiva). Logo chegaremos a Antofalla, aonde almoçaremos. Exploraremos o Salar de Antofalla, fotografando jovens vulcões, afloramentos ("olhos") d'água de várias cores, os vulcões que o rodeiam. Seguiremos para a cidade de Antofagasta de la Sierra (3.323 metros de altitude), subindo do Salar para uma paisagem altiplânica repleta de camelídeos, atingindo a altitude de 4.500 metros. Finalmente, entraremos na região de Antofagasta, com espetaculares rochas ígneas: diversos vulcões, derrames de basalto, paredes de ignimbrita. Fotografaremos o pôr do sol na laguna próxima, hospedeiro de gansos, patos, gaivotas, flamengos, entre outros.

O Cone de Arita, no salar de Arizaro, Altiplano de SaltaO Cone de Arita, no salar de Arizaro, Altiplano de SaltaO salar de Antofalla, 'jovens' vulcões, no AltiplanoO salar de Antofalla, no Altiplano de Catamarca, ArgentinaVicunha (Lama vicugna), inverno, no Altiplano de CatamarcaVicunhas (Lama vicugna), inverno, no Altiplano de CatamarcaRochas vulcânicas (ignimbrita) no Altiplano andinoRochas vulcânicas (ignimbrita) no AltiplanoO "pueblo" de Antofagasta de la Sierra, Catamarca, ArgentinaPatos correndo sobre a água, inverno, Antofagasta de la SierraEntardecer próximo de Antofagasta de la Sierra, no Altiplano

Dia 4:

Antofagasta de la Sierra -> El Peñón

Distância percorrida: 150 km em 8 horas

Incluído: Café da manhã,Almoço,Jantar, Pernoite em Hosteria El Peñón

Antes do nascer do sol sairemos para o "pueblo" de El Peñón (3.500 metros de altitude), passando em meio a derrames de basalto geologicamente recentes. Entraremos na área de El Peñón, e a paisagem mudará, com os efeitos de atividade vulcânica visíveis por todos os lados: um jovem vulcão de composição basáltica no centro, a Laguna Carachi Pampa ao lado, e ao fundo uma imensa área esbranquiçada, que representa o maior campo de pedra pome do mundo. Exploraremos o campo, caminhando entre grandes remanescentes de pedra pome esculpidos pelo vento e a água, que geram enormes dunas. Paramos para almoçar em El Peñón. À tarde subiremos para a Laguna Brava, passando por várias lagunas que hospedam aves e camelídeos (teleobjetiva).

Jovem vulcão, derrame de lava, perto de Antofagasta de la SierraVulcão 'jovem', no Altiplano de Catamarca, ArgentinaTuristas explorando um derrame de basalto, CatamarcaA laguna de Carachipampa, no Altiplano de Catamarca, ArgentinaO campo de pedra pome de El Peñón, Catamarca, ArgentinaO campo de pedra pome de El Peñón, Catamarca, ArgentinaTuristas no campo de pedra pome de El Peñón, CatamarcaDunas em paisagem vulcânica próximo de El Peñón, no AltiplanoDunas no Altiplano de Catamarca, ArgentinaO 'pueblo' de El Peñón, Catamarca, Argentina

Dia 5:

El Peñón -> Cafayate

Distância percorrida: 300 km em 6 horas

Incluído: Café da manhã,Almoço, Pernoite em Hotel Killa Cafayate

Sairemos de El Peñón subindo o Altiplano, passando pela reserva natural Laguna Branca, território de camelídeos (lhamas, vicunhas e guanacos), raposas, côndores e outras aves (teleobjetiva). Em seguida desceremos do Altiplano, chegando ao povoado de Hualfin, aonde almoçaremos. Chegaremos à cidade de Cafayate (1.660 metros de altitude), terra de ótimos vinhos e natureza esplendorosa, em pleno vale Calchaquí. Visitaremos algumas vinícolas ("bodegas") (flash). O pôr-do-sol será fotografado do alto da cidade, de onde se descortinará o vale, com a luz vermelha do sol banhando o outro flanco (tripé).

Em Cafayate [-]:

» Visitar vinícolas
» Museu da Videira e do Vinho
» Vino Tinto Vinoteca

Vinhos do vale Calchaquí, bebidas e tabaco

» Conhecer o artesanato
» Prateiro Jorge Barraco

Ampla variedade de artesanato em metal

» Caminhar, andar de bicicleta ou a cavalo
» Visitar a Quebrada de las Conchas
Vicunhas (Lama vicugna), Catamarca, ArgentinaA Laguna 'Blanca', no Altiplano de Catamarca, ArgentinaDunas, Catamarca, ArgentinaAcesso à cidade de Cafayate, Salta, ArgentinaArco-íris sobre Cafayate, província de Salta, ArgentinaVinhedo em Cafayate, Salta, Argentina

Dia 6:

Cafayate -> Cachi, Salta

Distância percorrida: 400 km em 8 horas

Incluído: Café da manhã

De Cafayate seguiremos para Salta por Cachi, a 2.200 metros de altitude, subindo o vale Calchaquí pela famosa "Ruta 40". Neste trajeto passaremos por várias formações rochosas distintas, oferecendo inúmeras oportunidades fotográficas; a Quebrada de Flechas é um exemplo. Em Cachi almoçaremos e poderemos conhecer o Museu Arqueológico. Seguiremos viagem passando pela Reta de Tin Tin, no Parque Nacional Los Cardones. Poderemos fotografar todos os aspectos destes nobres cactos (gênero Trichocereus) (macro). Subiremos até a Pedra do Molino, a 3.300 metros. Deste ponto veremos toda a Cuesta del Obispo, por onde desceremos da Cordilheira.

A 'Quebrada de Flechas', no vale Calchaquí, província de SaltaRochas sedimentares na 'Quebrada de Flechas'Viajantes na "Quebrada de Flechas", no vale "Calchaquí", SaltaFotografando na 'Quebrada de Flechas', província de SaltaO "pueblo" de Molinos, no vale Calchaquí, província de SaltaO vale 'Calchaquí', na província de Salta, ArgentinaCactus do gênero Trichocereus em flor, província de SaltaAve em cima de cactus do gênero Trichocereus, província de SaltaCondor andino (Vultur gryphus), planandoA 'Cuesta del Obispo', no Altiplano andino, Argentina

Opcional: Última noite [-]

Salta

Incluído: Pernoite em Hotel Salta

Deixamos o grupo no hotel e o resto do dia é livre. Na manhã do dia seguinte, em horário adequado, faremos o transfer do grupo para o aeroporto e terminam nossos serviços.

Faça contato

O ITINERÁRIO ESTÁ SUJEITO A MODIFICAÇÕES DEVIDO ÀS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS